Benefícios de Levantamento de Peso Olímpico – LPO

O LPO é um método de treinamento que pode ser praticado por qualquer pessoa. Ideal para preparação complementar de atletas de diferentes modalidades esportivas, também é indicado para condicionamento físico e bem estar de pessoas comuns.

O Levantamento de Peso Olímpico proporciona equilíbrio orgânico, construindo força e potencia muscular de forma integrada. O fato da distribuição da carga ocorrer de forma homogênea evita a ocorrência de lesões e regenera as já estabelecidas.

Para entender melhor os benefícios proporcionados pelo LPO, vamos nos aprofundar nos fundamentos do método:

A capacidade de produzir força é essencial para realizar as atividades cotidianas. O Levantamento de Peso Olímpico utiliza movimentos que envolvem várias articulações e que solicitam mais de 50% da massa corporal, ativando o sistema neuromuscular de forma integrada.

Graças a isso, este sistema desenvolve simultaneamente força, velocidade, coordenação, equilíbrio e estabilização que são qualidades indispensáveis tanto para o êxito atlético como para atividades corriqueiras do cotidiano, como baixar, levantar uma caixa, suspender objetos, subir escadas.

O trabalho multiarticular garante que a carga utilizada é aquela que o praticante tem a capacidade de levantar. Uma tentativa de aumentar o peso além do limite pessoal ira inevitavelmente falhar. Na musculação, por exemplo, é possível “roubar” um pouco nos exercícios sobrecarregando um grupo muscular quando a execução se torna impraticável.

Outra valência envolvida é a potência, que é a produção de força no tempo mais rápido possível. Esta é a característica fundamental  em modalidades que utilizam saltos, lançamentos, corridas em velocidade e mudança de direção.

Benefícios para o treinamento esportivo:

  1. Melhora do sistema energético anaeróbio alático;
  2. Ativação das fibras de contração rápida (tipo Ia e IIb) dos grupos musculares superficiais, intermediários e profundos;
  3. Elevação dos gastos energéticos por unidade de tempo;
  4. Prevenção de lesões;
  5. Alívio das dores musculares;
  6. Fortalecimento dos músculos abdominais e paravertebrais, essenciais para proteção da coluna vertebral e correção de postural;
  7. Trabalho de bilateralidade para compensação dos desajustes decorrentes de execução de movimentos unilaterais;
  8. Envolvimento de todo o corpo na execução dos movimentos;
  9. Maior produção de pico de potência;
  10. Promoção do pico de estiramento – encurtamento (efeito pliométrico);
  11. Mobilização de unidades motoras;
  12. Correção de desvios posturais;
X